terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Artistas interpretam 73 versões de clássicos de Boby Dylan em novo disco que será lançado em fevereiro.


Bob Dylan

Com lançamento marcado para o dia 7 de fevereiro o álbum Chimes of Freedom, que será lançado pela gravado Universal irá lembrar o 50º aniversário da Anistia Internacional com este lançamento no qual Adele, Sting e uma extensa lista de artistas interpretam músicas de Bob Dylan, como Make You Feel My Love e Girl From The North Country,Elvis Costello, Patti Smith, Pete Seeger, Diana Krall, Pete Townshend e My Chemical Romance também participam deste disco quádruplo que vai incluir 73 canções (76 na versão digital). Disco este que retrata a sua trajetória musical, com canções imprescindíveis como Blowin' In The Wind, a cargo de Ziggy Marley (filho de Bob Marley), Knockin' on Heaven's Door, pelas mãos do produtor RedOne e do músico Nabil Khayat e Like a Rolling Stone, cantada por Seal e Jeff Beck.

Em Chimes of Freedom aparecem outros artistas tão ilustres e diversos como Mark Knopfler (Restless Farewell), Lenny Kravitz (Rainy Day Woman Nº 12 & 35), Jackson Browne (Love Minus Zero/No Limit), Joan Baez (Seven Curses), Maroon 5 (I Shall Be Released), além de Ke$ha (Don't Think Twice, It's All Right) e Miley Cyrus (You're Gonna Make Me Lonesome When You Go).

A Anistia Internacional, que em 1977 recebeu o Prêmio Nobel da Paz, trabalha desde 1961 a favor dos princípios expostos na Declaração Universal dos Direitos Humanos, um compromisso também representado pelo americano Bob Dylan durante toda sua carreira.

De origem judia, Robert Allen Zimmerman vulgo Bob Dylan optou pelo nome artístico em homenagem ao poeta Dylan Thomas. Iniciou sua carreira como compositor e intérprete na mesma época em que nascia a Anistia Internacional, tornando-se famoso pelas letras de teor antibelicista. Além de ser membro do Hall da Fama do Rock and Roll, vários prêmios atestam sua sólida carreira, entre eles, inúmeros Grammy, o Prêmio de Música Polar (considerado o Nobel da música) e o Príncipe de Astúrias das Artes, que recebeu em 2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário